FacebookYoutubeTwitterPinterestPartilharTrip AdvisorInstagram
bem-vindo àMaia!

Centr’Arte Agenda Julho

Chart?chst=d map spin&chld=0
Slideshow
  • 4 1 515 315
  • 4 1 515 315
  • Bienal 1 515 315
  • Azevedo 18  1 515 315
  • Barbara simoes 1 515 315
Datas
01 a 31 Jul 2019

Até 27 de julho
Diversos espaços do concelho
IMPORT I EXPORT - BIENAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA DA MAIA DE 2019

A cidade da Maia é uma cidade marcada por contrastes: ao mesmo tempo que é atravessada e conectada por, e a partir, de grandes vias, não deixa de ter caminhos informais; ao mesmo tempo que assume um centro urbano, apresenta no seu tecido fragmentos rurais ou agrícolas, industriais e residenciais; ao mesmo tempo que se apresenta ao devir do global, sabe potenciar o local.
Sensível ao momento em que as realidades locais e globais se sobrepõem, em que a importação e a exportação de bens, saberes e sabores se apresentam em estado líquido, a Bienal de Arte Contemporânea da Maia de 2019 assume o tema dicotómico Import I Export, favorecendo uma reflexão urbana, social e cultural a partir da expressão artística.
Considera-se fundamental a aposta pela interação com todo o território da Maia, do consolidado ou marginal. É intenção criar espacialidade não pela arte pública, mas pela arte levada ao público, ou seja, colocar a arte num lugar de discussão pública destinado ao diálogo e à ação social, atribuindo ao espaço público um papel que vai para além da crítica dos mecanismos opressivos da cidade, para construir a polis através da participação das pessoas.
Para além do sentido desta experiência, que se pretende concretizar em exposições que se apropriam de 16 contentores espalhados pelo território da Maia este momento vai aproveitar o laboratório criado para refletir não só a experiência, mas questões que vão desde o urbanismo unitário, à arte pública, ao direito à cidade, à terrain vague, aos não-lugares, à anarquitetura, etc ... ao longo dos três meses do evento e de um programa reflexivo e participativo.
7 locais, 16 contentores: Praça do Doutor José Vieira de Carvalho, Parque Cidade Desportiva, Maninhos, Mandim, Castêlo da Maia, Feira de Pedras Rubras, Parque da Pícua
Curadora geral: Andreia Garcia; Co-Curadores: Diogo Aguiar, Javier Peña Ibánez, Luís Albuquerque Pinho, Luís Pinto Nunes, Sara Orsi e Vera Sacchetti
Viagens de Autocarro (gratuitas mediante marcação): 15 Junho 15h00; 6 Julho 10h30; 27 Julho 15h00 (as viagens da tarde serão acompanhadas pela Curadora Geral e Co-Curadores)
ABERTA AO PÚBLICO: terça a sexta 14h - 19h; sábados, domingos e feriados 10h - 13h e 14h - 19h
CONTACTOS: 22 940 86 43 | infocultura@cm-maia.pt | info@bienaldamaia.com
FÓRUM DA MAIA | CENTR’ARTE

https://www.cm-maia.pt/pages/592?event_id=1818

21 de junho a 17 de julho
Fórum da Maia / Centr’Arte
Exposição “Entranhas”, por Bárbara Simões

O fio, pincel sensível que substitui tinta por matéria têxtil, concede uma nova experiência sensorial, em que o interior e o exterior da obra se fundem e o próprio se emancipa para uma terceira dimensão.
ABERTA AO PÚBLICO: de terça a domingo das 09h00 às 22h00
CONTACTOS: 22 940 86 43 | infocultura@cm-maia.pt
FÓRUM DA MAIA | CENTR’ARTE

https://www.cm-maia.pt/pages/592?event_id=1856

4 de julho a 8 de setembro
“ABÍLIO-JOSÉ SANTOS
REVELAÇÃO: CONCRETOS E VISUAIS“

Inauguração: 4 julho, 19h00

Natural da Maia, Abílio-José Santos (1926-1992) foi poeta, desenhador e projectista. Este artista, com uma grande produção entre os anos 60 e 90, deixou-nos um vasto legado, o qual é revelado, agora, numa exposição que se completa em 3 momentos ao longo de 3 anos, acompanhando as Celebrações dos 500 Anos do Foral da Maia, nas galerias do Fórum.

A obra de Abílio-José Santos é marcada por uma procura incessante de novos meios, renovados materiais e aprendizagens na senda de uma permanente politização da estética, com a insurreição contra todos os poderes dominantes a ocupar um lugar central. Sob a forma de versos, texto corrido, colagens ou outras manipulações gráficas, a justiça poética radicalmente crítica que está presente nas obras de Abílio impõe-se como implosão corrosiva dos discursos instituídos sobre arte, política e sociedade. A sua obra poética é marcada por uma experimentação intersígnica que recorre a um variado conjunto de técnicas e meios materiais, assim, atribuindo à materialidade da escrita novas expressividades.
O seu trabalho na área da poesia visual é tão pioneiro quanto radical. Estando representado nas principais Antologias do experimentalismo, o trabalho do autor é até agora muito pouco conhecido e publicado.
A exposição “Revelação: Concretos e Visuais”, promovida pelo pelouro da Cultura da Maia, tem curadoria de Cláudia Melo e Rui Torres e pretende ser um primeiro momento de descoberta das propostas de poesia visual e concreta do artista.

Uma das atividades paralelas a desenvolver no âmbito da exposição "Revelação: Concretos e Visuais" é a apresentação de leituras e releituras de obras de Abílio-José Santos, propondo homenagear e expandir as poéticas experimentais do autor através de interpretações vocais e remediações digitais e eletrónicas. Intitulada "re:A-JS (deve ler-se reage-se)", com curadoria de Rui Torres, Bruno Ministro e Diogo Marques, alguns textos de Abílio são interpretados por atores (Américo Rodrigues, Anabela Garcia, Nuno M Cardoso e Sandra Salomé) e outras obras concretas e visuais são recodificadas digitalmente, através de processos de animação, geração textual combinatória e instalações interativas (por Bruno Ministro, Diogo Marques, Luís Aly, Luís Leite, Luís Lucas Pereira, Marco Jerónimo, Rui Torres e wr3ad1ng d1g1t5).

A programação paralela contará também com uma exposição em mupis da cidade, uma oficina para crianças: "Experimentos Poéticos a partir da obra de Abílio-José Santos orientada por Estela Rodrigues e Daniela Duarte, além de várias visitas guiadas às exposições.

Ficha técnica

Organização: Câmara Municipal da Maia - Pelouro da Cultura; Coordenação geral: Mário Nuno Neves; Coordenação Executiva: Sofia Barreiros; Curadoria: Cláudia Melo, Rui Torres; Consultadoria Científica: Rui Torres; Pesquisa Documental: Bruno de Carvalho; Montagens: Rui Menezes e Rui Pinto; Agradecimentos:
Bruno de Carvalho e restante família de Abílio-José Santos.

ABERTA AO PÚBLICO: de terça a domingo das 09h00 às 22h00
CONTACTOS: 22 940 86 43 | infocultura@cm-maia.pt

https://www.cm-maia.pt/pages/592?event_id=1906

26 de julho a 13 de setembro
Átrio da Torre Lidador
Exposição
"TORRE LIDADOR 18 +", trabalhos de António Azevedo

Exposição de fotografias artísticas alusivas à Torre Lidador, que este ano assinala 18 anos desde a sua inauguração, da autoria de António Azevedo. Parte da exposição basear-se-á na mostra de 10 obras pertencentes ao espólio da Câmara Municipal da Maia, enquadradas no tema.

ABERTA AO PÚBLICO: segunda a sexta 09h - 18h; encerra aos feriados

GRATUITO

https://www.cm-maia.pt/pages/592?event_id=1908

Morada

Centr’Arte | Fórum da Maia

Telefone
229 408 643
Endereço Web
Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
Total de Visualizações
177 visualizações

Sugestões

Próximos

Navegar
Contactos
Maia Welcome Center
Parque Central da Maia
Rua Simão Bolívar
1º Piso - Loja 19
Tel 22 944 47 32
E-mail turismo@cm-maia.pt
powered by Wiremaze
CM Maia Portal da Cultura Turismo Porto e Norte Caminhos de Santiago - Caminho Português da Costa