FacebookYoutubeTwitterPinterestPartilharTrip AdvisorInstagram
Newsletter
bem-vindo àMaia!

XXIII Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia

Chart?chst=d map spin&chld=0
Mural face 1 515 315

XXIII Festival Internacional de Teatro ...

Mural face 1 139 90
Temmele pas 1 515 315
Temmele pas 1 515 315
Datas
05 Out 2018 a 14 Out 2018

Programação

5 de outubro, sexta-feira, 21h30
“Mundos de Papel” - Compañía Vol'e Temps – Andaluzia/Espanha
Exterior Fórum da Maia - Gratuito
M/6
50M
ESTREIA EM PORTUGAL
Um homem solitário e abandonado caminha pelos corredores vazios de um lugar que já foi cheio de vida estranha e agitada. Agora apenas permanecem os sonhos dos seus ex-anfitriões. De todas as memórias que residem neste lugar, o homem escreveu um longo épico em que a sua imaginação se tornou rainha. Agora há aventuras que desconhecem o mundo exterior. Os reinos caem e levantam-se, as personagens nascem do nada, os objetos são modelados para as necessidades do narrador num mundo onde a vida é confundida com sonhos. "Mundos de Papel", uma história perturbadoramente engraçada, divertida e emocionante, que combina técnicas de circo e teatro com humor e espontaneidade, nas quais os espectadores são testemunhas de exceção de um contínuo indo daqui para lá, onde nada é o que parece e tudo parece o que é. Interpretação: Darío Dumont Swinkels, Albert Moncunill Ferrer, Sara Ortiz; Direção Artística: Anthony Mathieu, Théâtre Crac, Collectif La basse Cour; Dramaturgia: Anthony Mathieu; Música original: Mirko Mescia; Desenho de Som: Julián Pineda; Desenho de Luz: Oskar Vizcaíno; Som e Luz: Oskar Vizcaíno; Vestuário: Laura León; Cenografia: Vol'e Temps

5 de outubro, sexta-feira, 22h30
“Kiki” – Nova Companhia - Portugal
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/18
60M
Este espetáculo é a primeira abordagem a um ciclo a que chamámos “Cabaretica”, um olhar sobre o Cabaret, uma homenagem sob a forma de “Voudeville” e ao mesmo tempo uma reflexão sobre o presente e o futuro sobre este género de teatro e da própria companhia. KIKI é inspirado na vida de Kiki de Montparnasse, uma figura incontornável dos anos 20 e 30 da “bourgeoisie” parisiense. Numa linguagem solta e, muitas vezes, sem fio narrativo, KIKI desenrola-se como um espasmo dramático e é uma radiografia surpreendente e assustadoramente nítida de todos nós. Cabemos todos dentro de KIKI.
Texto e Encenação: João Telmo; Interpretação: Carla Bolito e João Telmo; Apoio à Dramaturgia: Martim Pedroso; Apoio ao Movimento: Paulo Duarte Ribeiro; Desenho de Luz e Direção Técnica: Paulo Santos; Música Original e Sonoplastia: Tiago Martins; Cenografia: Rueffa; Figurinos: Cristina Homem de Gouveia; Maquilhagem: Cátia Bolota; Cabelos: Ana Sousa; Fotografia: Alípio Padilha; Design de Comunicação e Ilustração: Sílvia Franco Santos; Produção Executiva: Sérgio Azevedo.

6 de outubro, sábado, 16h00
“T'emmele Pas” – Cie Du Fil A Retordre - França
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
55M
ESTREIA EM PORTUGAL
T'emmele Pas em português poderá ser traduzido “não te atrapalhes”.
Num ambiente kitsch e antiquado, a Cie du fil a Retordre apresenta um espetáculo intimo e burlesco. Um espetáculo de circo em que a proeza de acrobacias e malabarismos se misturam com dança, teatro, mímica e música. Tudo abordado de forma clownesca e pouco convencional. Um espetáculo para crianças e para adultos!
Ideia Original, Direção Artística, Interpretação, Espaço Cénico e Som e Luz: Varret Hugo et Wrobleswki Anouck; Figurinos: Calmet Héloise.

6 de outubro, sábado, 21h00
“Clérikuss” – Marimbondo – Portugal/Alemanha
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
20M
Nos tempos que correm, a vida é muito apressada. Foi isso mesmo que pensaram o padre Albano e a freira Ludovina e por isso transportam um confessionário ambulante, disponível para todos que o queiram usar! Nos intermezzos surgem pequenos sketchs de fantoches com bispos, diabos, papas e demais criaturas do céu e inferno. Criação e Interpretação: Detlef Schafft e Eva Cabral.

6 de outubro, sábado, 21h30
“Clásicos Cómicos” – Teatro Corsário – Castela e Leão/Espanha
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/6
85M
Clásicos Cómicos (Entremeses de enganos) é um espetáculo divertido que consiste em cinco pequenas peças de Siglo de Oro em torno de situações de esposas desequilibradas, amantes intrépidos e maridos escarnecidos. Aqui o ponto de vista é o das mulheres, submetidas durante séculos à arbitrariedade de uma sociedade machista. Iremos rir com as desgraças dos maridos e as estratégias dos amantes para conhecer as cobiçadas esposas. Pela primeira vez, as mulheres "safam-se" e os conflitos e disparates são resolvidos com todos os personagens a cantar e a dançar.
Direcção: Jesús Peña; Interpretação: Luís Miguel García, Carlos Pinedo, Blanca Izquierdo, Anahí van der Blick, Borja Semprún e Teresa Lázaro; Autores: Pedro Calderón de la Barca, Luis Quiñones de Benavente, Francisco de Avellaneda, Juan de la Hoz e Mota; Adptação Dramaturgica: Jesús Peña; Música: Juan Carlos Martín; Coreografia: Fuensanta Morales; Figurinos: Lupe Estévez; Desenho de Luz: Javier Martín; Técnico de Luz: Xiqui Rodríguez; Som: Xabi Sainz.

6 de outubro, sábado, 23h00
“Tia Graça – toda a gente devia ter uma” – d’Orfeu AC - Portugal
Centr’Arte Café-Concerto – 5,00€
M/12
60M
Maria Virgínia da Graça nunca aprendeu uma nota de música do tamanho de um comboio. Nem ela, nem a mãe, nem as irmãs, nem nenhuma mulher lá de casa. Pelo contrário, todos os homens da família são músicos. Nunca teve filhos, por isso foi mãe do avô, mãe do pai, mãe dos irmãos e agora é mãe dos próprios sobrinhos. Tudo músicos. Hoje, viajada e muito vivida, a Tia Graça está surda que nem uma porta. O que, numa família destas, tem muita graça. Um espetáculo que homenageia as mulheres que vivem nos bastidores das vidas de tantos músicos, a lavar, a coser, a passar, a cozinhar, a mimar. E sempre à espera. Toda a gente devia ter uma Tia Graça.
Voz e Interpretação: Luís Fernandes Oboé, Joana Soares Fagote, Inês Moreira Coelho Eufónio, Inês Luzio; Músicas: Manuel Maio; Letras: Luís Miguel Fernandes; Cenografia: enVide neFelibata (Teatro e Marionetas de Mandrágora).

7 de outubro, domingo, 16h00
“Eccentric Clownerie Show” - Mr. Bang/Teatro della Caduta (Itália) – França/Itália/Inglaterra
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
40M
Mr.Bang, o terrorista do riso! Ele gosta de tudo que faz BANG! Mr.Bang é o punk-clown que leva a energia do riso para todos os lugares onde vai! Nasceu em França, cresceu em Inglaterra e viajou pelo mundo inteiro! Desde o Dubai até à África do Sul, Austrália e India, América do Sul e Itália.
Mr.Bang, com as suas nuvens de fumo e a sua comédia explosiva, encanta todos os públicos com as suas habilidades absurdas, psicadélicas e pós românticas. Uma personagem extraordinária, que sabe como manter ao máximo os níveis de tensão do público ao longo de todo o seu espetáculo!
A missão do Mr.Bang vai fazer-te rir em frente ao medo até o medo desaparecer!
Criação e interpretação: Benjamin Delmas; Direção: Carolina Abbá; Música original: Benjamin Delmas; Fotografia: Dino Juogovarich; Colaboração com o Teatro della Caduta (Itália)

7 de outubro, domingo, 21h00
“Um Monde un Peu Meilleur” - Cie Du Fil A Retordre - França
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
20M
ESTREIA EM PORTUGAL
Três personagens incríveis entram no palco, prontos para fazer qualquer coisa para agradar o público. Da simplicidade ao virtuosismo, La Cie du Fil à Retordre apresenta 20 minutos de vôo circence...
Ideia Original, Direcção Artística e Interpretação: Varret Hugo, Wrobleswki Anouck e Lamour Guillaume; Espaço Cénico, Luz, Som e Figurinos: Varret Hugo e Wrobleswki Anouck.

7 de outubro, domingo, 21h30
“Clown in Libertà” - Teatro Necessário – Itália
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/6
60M
ESTREIA EM PORTUGAL
Um concerto continuamente interrompido pelos delírios cómicos dos músicos ou um espetáculo de clown suportado pela música? Três palhaços divertidos e talentosos são possuídos por uma excitação infantil ao terem ao seu dispor um palco e uma audiência. Sem diálogos, querem montar um espetáculo que espante, ganhe, abrace e beije o público que passa. Tentando por todos os meios maravilhar e surpreender, acabam por atropelar-se uns aos outros e … O que se segue são espantosas cenas de equilíbrio acrobático, duelos em câmara lenta, malabarismos intrincados e pirâmides humanas.
Criação e interpretação: Leonardo Adorni, Jacopo Maria Bianchini, Alessandro Mori

8 de outubro, segunda-feira, 21h00
“Mago B - Mr. Bang” – França/Itália/Inglaterra
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
20M
Benjamin Albert José Delmas, Mago B., menos mágico e mais buffon! Uma coleção de números mágicos , circenses e maluca comicidade. Clown explosivo, apresentador carismático, não hesita a brincar com o público em um irresistível vórtice de gargalhadas, entre ironia e provocação, habilidades circenses, teatro físico e cabaré.
Criação e interpretação: Benjamin Delmas.

8 de outubro, segunda-feira, 21h30
“O Último Bufón” – Leo Bassi – EUA/Itália/Espanha
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/12
90M
ESTREIA EM PORTUGAL
Leo Bassi de regresso ao Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia para nos rir e pensar.
Em O último bufão, Leo Bassi recorda os seus 40 anos de trajetória teatral através de uma descoberta feita pela irmã de Leo, Joanna, no arquivo da Fundação Lumière em Lyon, França. Em maio de 1896, os irmãos Lumière filmaram seu bisavô Giuseppe e seu tio Giorgio quando ambos trabalhavam no Circus Rancy, na mesma cidade de Lyon. São gravações muito valiosas, provavelmente as primeiras imagens comoventes de palhaços da história, que remontam no tempo a uma época em que a Europa ainda tinha toda a sua inocência e vontade de viver. A partir destes filmes, Bassi põe em cena um espetáculo intenso mas também divertido em que se analisa o "paraíso perdido" do mundo dos bufões, com comicidade diferente de humor irônico e cínico dos comediantes de hoje. Leo Bassi descende de uma antiga linha de comediantes excêntricos e palhaços de circo da Itália, França, Inglaterra, Áustria e Polônia. Por 170 anos, a família agiu ininterruptamente. Dela herdou não só surpreendentes habilidades - é muito experiente como antipodista (malabarista com os pés) -, mas também este espírito libertário, irreverente e cosmopolita, essência do circo do século XIX. Criação e Interpretação: Leo Bassi; Luz e Som: Manuel Durán.

9 de outubro, terça-feira, 21h00
“Tomatas Me” - Eva Ribeiro - Portugal
Exterior do Fórum da Maia - Gratuito
M/6
20M
Neste espetáculo o espetador é convidado a participar num louco ritual com tomates, música, boas gargalhadas... com uma louca palhaça! Será que ele aceitará o desafio?… De um playback de Freddy Mercury a uma palhaça que acredita que o tomate a salvará do fracasso, este espetáculo que toca os limites do absurdo não deve ser experimentado em casa, nem com tomates vulgares!!!
Criação e Interpretação: Eva Ribeiro.

9 de outubro, terça-feira, 21h30
“Crânios Privilegiados… ou Crítica de la Razón Perralleira” – Mofa&Befa – Galiza/Espanha
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/12
90M
É hora de pensar, não temos outra. Mas há muitas maneiras de fazê-lo. Há, por exemplo, o modo correto de pensar e, depois, a forma perralleira, que, não sendo incorreta, é menos válida. Pensamos corretamente quando deduzimos que a Terra gira em torno do Sol. Mas pensamos de uma forma perralleira quando culpamos o governo por tudo. E esse é o problema. A realidade não é fácil e precisa de crânios privilegiados que saibam capturar a essência da coisa e explicá-la claramente. Há a maneira correta de explicar a coisa e, depois, a forma perralleira. Nós explicamos a coisa corretamente quando dizemos que tudo tem uma causa. Mas nós explicamos a coisa de forma perralleira quando culpamos o governo por tudo. Cada um pode ter sua opinião, mas uma coisa não invalida a outra. E esse é o show. Mofa e Befa, como filósofos.
Autor: Pepe Sendón e Carlos Santiago; Dramaturgia e Direção: Carlos Santiago; Interpretação: Josito Porto e Víctor Mosqueira; Direção: Natasha Lelenco; Luz: Octavio; Mais Adereços: Marcelino de Santiago, “Kukas”; Produção: Rubén G. Pedrero.

10 de outubro, quarta-feira, 21h00
“Talvez” - Nuvem Voadora - Portugal
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/3
20M
TALVEZ é um momento clown.
TALVEZ tudo ou nada pode acontecer.
TALVEZ os sorrisos aconteçam no inesperado.
TALVEZ seja possível a felicidade no universo!
TALVEZ é um momento clown para rua e palco. Uma bicicleta, uma árvore, música e poesia visual são os ingredientes principais desta performance clownesca. Os imprevistos e o improviso acontecem de súbito e o mundo transforma-se num absurdo peculiar e poético. As palavras são poucas ou quase nenhumas mas a interatividade com público é uma constante. Afinal... TALVEZ tudo é possível!
Criação e interpretação: Pedro Correia; Fotografia: Arquivo Municipal Vila do Conde, Work AD:AN Música Original Paulo Lemos

10 de outubro, quarta-feira, 21h30
“Elisa e Marcela” – A Panadaria – Galiza/Espanha
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/12
80M
ESTREIA EM PORTUGAL
Ano 1901, A Corunha. Duas mulheres casam-se na Igreja de San Xurxo, uma delas vestida de homem. Uma história de perseguições policiais, fugas em carruagens, mudanças de identidade e informações manipuladas. As comédias de A Panadaria apresentam uma reconstrução irreverente de um acontecimento real. Uma comédia musical onde a verdade parece ser inventada. Elisa e Marcela é uma história de amor com contratempos. Autoras: Areta Bolado, Noelia Castro, Ailén Kendelman e Gena Baamonde; Direção: Gena Baamonde; Interpretação: Areta Bolado, Noelia Castro e Ailén Kendelman; Cenografía: A Panadaría e Beatriz de Vega Luz Laura Iturralde e Montse Piñeiro; Figurinos: Fany Bello; Música: Ailén Kendelman.

11 de outubro, quinta-feira, 21h00
“Discos Perdidos” - Trio Giro – Portugal
Exterior do Fórum da Maia - Gratuito
M/6
20M
São três. Uma mulher entre dois homens que deus ou alguém fez. Giros e de gostos ecléticos, embarcam numa viagem musical que passa pela chanson française, tropicália, 90's e pela bela música portuguesa de outras décadas. As suas vozes versáteis e energia delirante tornam qualquer momento especial.
Criação e interpretação: Ana Madureira, Luís Almeida e Vahan Kerovpyan

11 de outubro, quinta-feira, 21h30
“Apareceu a Margarida” – Baal 17 - Portugal
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/16
75M
Um peça “ícone” dos tempos da ditadura militar brasileira, estreada em 1973 tendo sido levada a cena em mais de 30 países, escrita e encenada por dois importantes criadores brasileiros. A professora Dona Margarida vai dar a sua primeira aula a uma turma da 4.ª classe (os próprios espetadores). A Dona Margarida é imprevisível, autoritária, sádica e maternal. Ela dá uma verdadeira anti aula demonstrando que, às crianças, só resta obedecer, serem inexpressivas, impotentes e não terem nada a dizer. Dona Margarida retrata, com uma fúria avassaladora, os regimes totalitários que se multiplicam neste século XXI. Texto: Roberto Athayde; Encenação e dramaturgia: Clovis Levi; Interpretação: Bárbara Soares, Filipe Seixas, Rui Ramos e Sandra Serra; Cenografia e figurinos: Bruno Guerra; Apoio à construção do cenário: Ivan Castro; Design gráfico: Ana Rodrigues/WorkHouse; Vídeo: VideoPlanos/Produções Audiovisuais; Fotografia: José Ferrolho; Direção de produção: Sandra Serra; Produção executiva e comunicação: Hugo Fernandes; Assistência de encenação: Marisela Terra; Gestão: Rui Ramos.

12 de outubro, sexta-feira, 21h00
“Il Tuffo” - Matteo Cifariello – Itália
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
20M Il Tuffo é um espetáculo de clown que recupera um clássico da palhaçaria mundial Senhoras e senhores, apresento-vos o primeiro homem a nadar num copo de água! Um número entre o épico e o absurdo, um desafio único. Inspirado por um número clássico, um remake único e original em que o clown após variadas vicissitudes, inúmeros acidentes e uma preparação muito peculiar, conseguirá na companhia de ser o primeiro homem a nadar em um copo de água!
Criação e Interpretação: Matteo Cifariello.

12 de outubro, sexta-feira, 21h30
“Mythos” – Teatro Extremo - Portugal
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/6
75M
Uma conferência sobre a Mitologia. Este é o ponto de partida que leva três personagens a fazer uma “viagem” em tom de comédia, em demanda da curiosidade e da imaginação universal, glosando os mitos universais e urbanos para expor a condição humana na nossa sociedade contemporânea. Mythos, espetáculo de inspiração clownesca, é uma criação original com direção artística de Joseph Collard, clown belga do elenco do espetáculo Ovo do Cirque du Soleil.
Direção Artística: Joseph Collard; Interpretação: Bibi Gomes, Fernando Jorge Lopes e Rui Cerveira; Cenografia: Teatro Extremo; Construção de Cenografia e Adereços: Daniel Verdades e Maria João Montenegro; Figurinos: Arminda Moisés Coelho; Desenho de Luz e Direção Técnica: Celestino Verdades; Sonoplastia: Fernando Jorge Lopes e Joseph Collard; Montagem da Sonoplastia: Sandro Esperança; Operação Técnica: Daniel Verdades/Maria João Montenegro; Direção de Produção: Sofia Oliveira; Assistência de Produção: Josefina Correia e Paula Almeida; Comunicação e Assessoria de Imprensa: Nádia Santos; Promoção: Victor Pinto Ângelo; Registo Vídeo: João Varela; Design Gráfico: P2F Atelier; Fotografia: Vítor Cid.

12 de outubro, sexta-feira, 23h00
“O King vai nu” – Umbigo Companhia de Teatro - Portugal
Centr’Arte Café-Concerto – 5,00€
M/6
70M
Ele é King - O Rei da Moda! A maior estrela mundial do mundo da moda prepara-se para um grande dia, em que estará com todos os olhares postos em si. Vaidoso e excêntrico, exige à sua assessora uma roupa totalmente nova, original e única para aparecer em grande, perante todos os seus fãs. Dois burlões acidentalmente acabam por saber desta vontade do King e preparam um golpe, disfarçando-se de designers de moda. Trazem um tecido muito especial, que só pode ser visto por pessoas… inteligentes. Com isto, criam um jogo para que cada um se engane a si próprio, não querendo assumir que nada veem, sob o risco de serem considerados nada inteligentes, ou seja, ignorantes. O dia chega e a roupa especial também. Resta ao King vesti-la, isto, se a conseguir ver. E tu, será que também vais conseguir ver a nova roupa do King? Inspirado no clássico conto "O Rei vai nu", de Hans Christian Andersen, recontamos esta história, trazendo-a a um contexto atual, moderno e identificável, mantendo a base original do conto, a qual nos leva à moral desta narrativa.
Inspirado no clássico conto "O Rei vai nu" de Hans Christian Andersen. Dramaturgia e Encenação: Rogério Paulo; Elenco: Joana Rodrigues, Margarida Barata, Ricardo Barceló e Rogério Paulo; Cenografia: Rogério Paulo; Imagem Gráfica: Roger.

13 de outubro, sábado, 16h00
“Ekilibuá” – Maintomano - Espanha/França
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
50M
Dois personagens e seu pequeno rebanho... Jogos de construção de plataforma, nós jogamos para ver quem sobe mais alto, até que não pode ser mais... Jogo arriscado! Sempre jogando para ver quem toma as rédeas, mas acima de tudo, sempre jogando de mãos dadas. Ekilibuá é um espetáculo para todos os públicos que mescla a teatralidade com os movimentos acrobáticos, o lançamento de facas, o equilíbrio, a manipulação de objetos e muita cumplicidade.
Performer: Marcos Rivas e Morgane Jaudou; Musica: Borja Fernandez Farpón; Figurinos: Entretelas Vestuario; Designer: Inducable.

13 de outubro, sábado, 21h00
“Soul Trio” – Seistopeia - Portugal
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
20M
Três soldados do funk salvaram-se das teias do tempo e viajaram da década de 70 até aos dias de hoje, para viver como salvadores da alma das festas. Se precisas de animação, se vais fazer uma festa e se ninguém te pode ajudar, talvez possas contratar o esquadrão Soul Trio. Eles vêm diretamente das maiores discotecas de sempre, trazendo o disco sound e as danças inspiradas no soul train, preparados para alegrar e contagiar qualquer evento. Move-os a intenção de pôr toda a gente a rir, a dançar e a cantar.
Intérpretes e Criação Artística: Inês Jesus, Marisa Freitas e Victor Rodrigues; Cenografia e Figurinos: Seistopeia

13 de outubro, sábado, 21h30
“A Clown Fairytale” - Dandy Danno & Diva G – Sicília/Itália
Grande Auditório do Fórum da Maia – 5,00€
M/6
70M
ESTREIA EM PORTUGAL
O espetáculo conta a história de Diva G, uma elegante estrela de Cabaret que cruza o caminho de um homem doce, tão engraçado quanto desajeitado, Dandy Danno. Uma reunião que une dois caracteres diferentes. Uma mulher segura de si e um homem com um coração terno. A conquista, o desespero, a emoção, os eventos inesperados, a leveza, a espontaneidade, a felicidade, os mal-entendidos, todos esses elementos são reunidos quando se pensa em amores impossíveis. "A Clown Fairytale" é essencialmente um espetáculo de comédia visual onde podemos esperar tudo. É compreensível em todas as línguas. Apenas poucas palavras e muitas piadas, para agir e se comunicar, usando apenas movimentos, gestos e expressões faciais.
Direção: Segalin/Parisi; Dramatização: Segalin/Parisi; Interpretação: Daniele Segalin&Parisi Graziana; Figurinos: Parisi Graziana; Coreografia: Parisi Graziana.

13 de outubro, sábado, 23h00
“Vai ser tão bom, não foi?” - Ana Lage - Portugal
Centr’Arte Café-Concerto – 5,00£
M/12
45M
Um espetáculo de narração oral, em que documentos oficiais, contos tradicionais e memórias pessoais são articuladas num relato bem-humorado tendo como temática a moral e os bons costumes na sociedade portuguesa. Os comportamentos sociais, os juízos de valor, o papel da mulher, tudo visto, revisto e aumentado à luz do pensamento atual.
Autoria e interpretação: Ana Lage; Fotografia e Design Gráfico: Gonçalo Fonseca.

14 de outubro, domingo, 16h00
“Ohlimpiadas!” - Desincronacidas – Galiza/Espanha
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
50M
ESTREIA EM PORTUGAL
O que aconteceria se a nossa vida fosse retransmitida como o Tour de França ou como os saltos sincronizados...? E se nosso dia a dia nos comportássemos como certos atletas? Este espetáculo é baseado no quotidiano transmitido como desporto ao vivo para criar um mundo regido pelo absurdo, onde o gesto desportivo e o mundo real misturam-se numa quimera de contínuo disparate. Essas situações ganham vida graças à combinação de técnicas como a dança e a acrobacia. E, claro, para deleite de todos os públicos, envolvido num mundo de disparates, este espetáculo é banhado por uma boa dose de humor.
Ideia original e Interpretação: Mónica Suárez e Greta Marí; Direção: Javier Ariza; Figurinos: Carmen Hortas; Cenografia: Salva Neira; Voz off: Julia Luna; Montagem Sonora: Sara Martíne

14 de outubro, domingo, 21h00
“Sen Medo” - Maintomano – Espanha/França
Exterior do Fórum da Maia – Gratuito
M/6
20M
ESTREIA EM PORTUGAL
A escada; aquilo que usamos para poder aceder algo que de outra forma seria inatingível. Subir os degraus, avançar em direção à meta, mas também dando origem a um feitiço que nos faz duvidar da ascensão... Muitas vezes graças a outra pessoa podemos apoiar-nos para subir e também de igual forma podemos cair..., Então imagine quão precioso se pode arriscar para que tudo saia bem.
A sombra do medo é geralmente controle e paralisia, um golpe no caminho, mas superar um medo é uma oportunidade para crescer e gerar novos fermentos para viver. Atenção! Cuidado com os medos, eles gostam de roubar os sonhos.
"Sen Medo" é um "work in progress" da nova produção da Maintomano que será lançada em 2019 e que se juntará ao Circo e à poesia física.
Criação e Interpretação: Marcos Rivas e Morgane Jadou.

14 de outubro, domingo, 21h30
“Gag Movie” - Yllana – Madrid/Espanha
Grande Auditório do Fórum da Maia
M/12
70M
ESTREIA EM PORTUGAL
A mais recente estreia de Yllana – Setembro 2018.
Filmar um filme nunca é fácil e ainda menos quando a atriz principal é insuportável, o diretor é um perfeccionista obsessivo, o produtor um mafioso e o ator principal foi substituído pelo sobrinho do produtor, apesar de não ter talento algum para a representação. Yllana aventura-se desta vez a rodar um filme numa divertidíssima sátira sobre a fama a imagem e a sétima arte.
Câmara, ação e risadas!
Ideia Original: Yllana; Direção Artística: Yllana; Intérpretes: Susana Cortés, César Maroto, Carlos Jano, Rubén Hernández y Antonio de la Fuente; Cenografia: Yllana; Desenho de Iluminação: Miguel Ángel García; Desenho de Som: Alberto Fernández; Desenho de Figurino: Tatiana de Sarabia; Comunicação e Imprensa: Rosa Arroyo e Esther Pascual; Desenho Gráfico: Daniel Vilaplana; Foto: Julio Moya; Produção: Mabel Caínzos, Fran Álvarez, Isabel Sánchez; Logística em Itinerância: Mónica González; Produtor Executivo: Marcos Ottone.

PROGRAMAÇÃO PARARELA


EXPOSIÇÕES
Cartazes das 23 edições do FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO CÓMICO DA MAIA
Galeria Fórum da Maia
Aprender, Fazendo O Teatro para a infância e Juventude do Teatro Art’Imagem na década de 80
Galeria Quinta da Caverneira

ANIMAÇÕES METRO
3 de outubro, quarta-feira, 18h00
Animação Metro Porto (Trindade)
“Clérikuss” – Marimbondo – Portugal/Alemanha

4 de outubro, quinta-feira, 18h00
Animação Metro Porto (Trindade)
“Clérikuss” – Marimbondo – Portugal/Alemanha

5 de outubro, sexta-feira, 18h00
Animação Metro Porto (Fórum Maia)
“Clérikuss” – Marimbondo – Portugal/Alemanha

FICHA TÉCNICA
Organização | Câmara Municipal da Maia
Produção e Direção artística | Teatro Art´Imagem
Direção Artística | José Leitão
Direção de Montagem | Pedro Carvalho
Produção | Sofia Leal e Daniela Pêgo
Apoio à Produção | Ana Teixeira, Flávio Hamilton, Pedro Leitão e João Nuno Leitão
Web Designer | Inácio Barroso
Vídeo | Hugo Moutinho
Fotografia | Nuno Ribeiro

Equipa Técnica
Coordenação | Wilma Moutinho
Técnicos de Luz | André Rabaça, Luís Ribeiro, Frederico Lobo
Técnicos de Som | Pedro Lima e Cajo Viegas
Técnico Eletricista | João Branco
Técnico maquinista / José Lopes
Apoio funcionários do Fórum da Maia

BILHETEIRA
Locais de Venda: Fórum da Maia (segunda a sexta-feira 09h00 - 12h30 / 14h00 - 17h30, e uma hora antes de cada espetáculo).
Biblioteca Municipal da Maia (segunda-feira: 18h00 - 22h30, terça-feira a sábado: 09h30 - 22h30).
Maia Welcome Center (todos os dias entre 09h00 e as 19h00)
BILHETEIRA ON-LINE https://forummaia.bol.pt/ 
Preço Bilhete por espetáculo: 5,00€
Preço Passe Festival (acesso a todos os espetáculos): 50,00€
Preço Passe Fidelidade (acesso a 3 espetáculos no Grande Auditório + 1 Café Concerto): 12,00€
Não é permitida a entrada na sala depois do início dos espetáculos, não sendo devolvido o valor do bilhete.
Os bilhetes para os espetáculos das 23h30 no CENTRARTE - Café-Teatro não garantem um lugar sentado. Estes só se iniciam após terminarem os espetáculos das 21h30.
Programação sujeita a alteração.

Morada

Fórum da Maia

Rua Eng.º Duarte Pacheco, nº 131

4470-174 Maia

Telefone
229 408 643 / 229 444 732
Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
957 visualizações

Próximos

Navegar
Contactos
Maia Welcome Center
Parque Central da Maia
Rua Simão Bolívar
1º Piso - Loja 19
Tel 22 944 47 32
E-mail turismo@cm-maia.pt
powered by Wiremaze
CM Maia Portal da Cultura Turismo Porto e Norte Caminhos de Santiago - Caminho Português da Costa